Pesquisa: Cenpes e UFPE firmam convênio

Autor: Petrobras - Fatos e Dados - 12/01/2012
“Perspectivas para a pesquisa em petróleo no Brasil: o papel das universidades”. Este foi o tema da palestra ministrada pelo gerente executivo do Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes), Carlos Tadeu Fraga, na última quarta-feira (11/01), na Universidade Federal de Pernambuco. Durante a apresentação para alunos e professores do Centro de Tecnologia e Geociência da universidade, foi assinado convênio para a segunda fase de implantação do Centro de Estudos e Ensaios em Risco e Modelagem Ambiental (CEERMA).

Exemplo da parceria tecnológica entre a UFPE – que participa de 11 Redes Temáticas da Petrobras - e o Cenpes, o CEERMA foi inaugurado em 2009 e é considerado um laboratórios mais modernos do mundo em estudos de confiabilidade e risco na área de engenharia de poços.

No evento, Fraga destacou a importância da formação de recursos humanos e do desenvolvimento de pesquisas para descoberta e geração de novas tecnologias no setor de petróleo, gás e energia. “Para uma companhia ser forte ela precisa ter capacidade tecnológica. É preciso aprender a projetar a partir de estudo, isso só é possível formando gente capaz. Com este objetivo a Petrobras manterá seus investimentos em projetos de P&D, a fim de melhorar a qualidade dos cursos técnicos e superiores, para apoiar a ambição tecnológica nascente”, declarou.

O executivo apresentou um breve histórico sobre a Petrobras, divido em grandes fases – refino, exploração em águas profundas e pré-sal – e lembrou que os investimentos previsto na área para o período entre 2011 e 2014 é de U$1,2 bilhões.

Estiveram presentes à mesa o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro, o vice-reitor Silvio Marques, a reitora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPE), Cláudia Sansil, e o presidente da Refinaria Abreu e Lima, Marcelino Guedes.

Redes Temáticas – O modelo das Redes Temáticas foi criado pela Petrobras em 2006, voltado para o relacionamento com as universidades e institutos de pesquisas brasileiros. Hoje já há 50 redes operando em parceria com mais de 100 instituições de todo o Brasil. Nas redes, as parceiras desenvolvem pesquisas em temas estratégicos para o negócio da Petrobras e para a indústria brasileira de energia. A Petrobras vem investindo cerca de R$ 460 milhões anuais, em média, possibilitando às conveniadas a implantação de infraestrutura, aquisição de modernos equipamentos, criação de laboratórios de padrão mundial de excelência, capacitação de pesquisadores/recursos humanos e desenvolvimento de projetos de Pesquisa & Desenvolvimento nas áreas de interesse, como petróleo e gás, biocombustíveis e preservação ambiental.


© 2012 Copyright CEERMA. Todos os direitos reservados.
produzido por: M2S Software